sábado, 30 de maio de 2009

Tua Ausência

Anoiteceu dentro de mim,
e o luar não terá fim.

Bem que eu queria poder sorrir,
mas eu não sei fingir.
Bem que eu queria viver de amor,
e não morrer de amor por ti.

Escureceu, meu coração,
e no ar só há desolação.

Bem que eu queria recomeçar,
mas só existe um fim.
Bem que eu queria poder sonhar,
mas como vou mentir pra mim?

E, agora que aceitei minha sentença
de viver essa distância
e sofrer a tua ausência...

Bem me faria morrer de amor,
já que não vou viver pra ti.

[Thom Albuquerque]

Nenhum comentário: