terça-feira, 28 de julho de 2009

Mórbido sentimento.

Um dia seremos queimados vivos como penitência pela nossa fúnebre afeição. E, se a humanidade não nos homenagear com o prazer da morte, nos envenenaremos, travando assim nossa própria glorificação sepúlcra.
Nos amaremos eternamente em nossa sepultura nupcial.
Nossos corpos sem vida apodrecerão juntos por todo o sempre.
Nos deleitaremos com quem nos subestimou.
Nossas caveiras mergulhadas em sangue inimigo brindarão infinitamente nosso mórbido sentimento.

[Thom Albuquerque]

Nenhum comentário: