quarta-feira, 1 de julho de 2009

O que eu vou dizer não deve agradar a ninguém...

... (...) A nossa história é o resultado do que fazemos atos. Se houver historiadores daqui a 50 ou 100 anos (...) haverá provas em preto-e-branco e em cores da decadência, alienação e falta de cobertura da realidade que vivemos. (...). Somos inclinados a evitar informações desagradáveis e perturbadoras. A nossa mídia reflete essa atitude. Mas, exceto se esquecer os lucros e reconhecer que a televisão está sendo usada para distrair, enganar, entreter e nos isolar... Então a tevê e os que a patrocinam, assistem e que nela trabalham, terão uma visão bem diferente, mas tarde demais.

[Edward R. Murrow, personagem do filme "Good night and good luck", de Geoge Clooney].


Nenhum comentário: