terça-feira, 15 de setembro de 2009

Sentidos.

Há uma bolha que cresce
no centro do mundo
numa espiral violenta
de destruição.

Vem corroendo raízes
num fascínio mudo.
A cada dia que passa
uma nova erosão.

Esteve, durante milênios,
num sono profundo.
Agora vem, despertada
por tal sensação.

Bocas seladas num beijo.
Desejo desnudo.
Bomba-relógio implodindo
no meu coração.

[Thom Albuquerque]


8 comentários:

Anônimo disse...

Cara, quanta profundidade nesses versos. mas me diga, amor. essa bolha aí seria um sentimento, por exemplo?
Flor

Thom Albuquerque disse...

Exatamente, Flor. Aliás, o mais impiedoso de todos, o amor.
Beijo.

Anônimo disse...

Vdd...
o amor é um nobre sentimento
entretanto qndo em grande quantidade
as pessoas acabam perdendo o equilibrio e ao inves de dar felicidade passam a machucar os outros por não saber lindar cm tanto...

~bom,não sei se o q disse fez coerencia ou vcs entenderam + eu tentei*-*.

bjin, Bells.

Thom Albuquerque disse...

^^

Anônimo disse...

Tão bão bjar na boka, né, bem? xD
>anjo

Thom Albuquerque disse...

[se vc diiiz] ^^

suellen disse...

odorei lindos poemas
parabens seu blog e um show
bjs..........

Thom Albuquerque disse...

Me achei agora~ kkkkkk
bjins, su.
Obrigado pela visita ^^